Simples Nacional ou MEI: Saiba aqui qual opção é a MELHOR!

Simples Nacional ou MEI: Saiba aqui qual opção é a MELHOR!

Sempre surgem diversas dúvidas na hora de abrir uma empresa, as regras das várias modalidades de CNPJ são diversas e é preciso escolher aquela que melhor se encaixe ao seu perfil empreendedor. Nesse artigo ajudaremos você a decidir entre esses dois tipos, simples nacional ou MEI.

Para facilitar o entendimento abordaremos as principais características de cada uma dessas modalidades de empresa e como é realizada a sua abertura.

Características do MEI

A MEI é um tipo de empresa direcionada a micro empreendedores individuais e é atualmente a modalidade mais simples, barata e rápida de abrir uma nova empresa, porém esse tipo de CNPJ possui algumas regras que limitam o seu faturamento e quantidade de funcionários.

Confira suas principais características:

  • A empresa do tipo MEI permite faturamento anual de até R$ 60 mil, ou seja, até R$ 5 mil mensais. Caso a previsão anual de faturamento seja superior aos R$ 60 mil é preciso mudar a modalidade do tipo de empresa.
  • O empreendedor que for abrir a MEI não pode possuir sócios na empresa e nem mesmo ser sócio ou administrador de nenhuma outra empresa.
  • Com remuneração de até 1 salário mínimo, a empresa na modalidade MEI só pode possuir 1 funcionário.
  • A pessoa que irá abrir a empresa deve atuar em algum dos ramos de atividades permitidas pela lei (no site do microempreendedor você encontra a lista de atividades permitidas).

É preciso pagar mensalmente a guia de recolhimento DAS, com o pagamento das guias em dia você garante sua aposentadoria por idade e invalidez, auxílio doença e salário maternidade. Para os dependentes, auxílio reclusão e pensão por morte.

Abrir um MEI é simples e rápido, esse tipo de empresa não exige contador e todo o processo de abertura, emissão de notas e gerenciamento da sua empresa pode ser realizado por meio do portal do empreendedor do governo federal.

simples nacional ou mei

Características do Simples Nacional

O Simples Nacional é um sistema de tributação criado para deixar menos burocrática e mais barata a regularização fiscal de micro e pequenas empresas.

Confira suas principais características:

  • As micro empresas optantes pelo simples nacional devem possuir faturamento anual de até no máximo R$ 360 mil, enquanto as pequenas empresas optantes pelo mesmo regime de até R$ 3,6 milhões.
  • Ao invés de ser necessário calcular separadamente e com datas de vencimento diferentes todos os impostos de pequenas e micro empresas, na opção do simples nacional esses impostos são calculados em uma única guia.
  • Diminuição da carga tributária de microempresas com tributação por lucro presumido.
  • Não há a obrigação de o empregador arcar com os 20% de taxa referente ao INSS patronal na contratação de funcionários. Dessa forma, manter funcionários regulares fica menos oneroso.
  • Não há limitação quanto ao número de funcionários permitidos por CNPJ e nem o impedimento de haverem sócios na empresa.

simples nacional ou MEI

Simples Nacional ou MEI: Qual é melhor?

Quando se faz uma análise comparativa das duas modalidades de empresa, a optante pelo Simples Nacional e a do tipo Micro Empreendedor Individual, fica claro as características distintas das duas opções.

A MEI é um tipo de empresa que possui limitações mais rígidas de faturamento, sócios e número de funcionários, porém é uma empresa barata e que não possui a incidência de muitos impostos, funcionando bem para aquele que estão começando e desejam se formalizar.

Já o Simples Nacional é direcionado as micro e pequenas empresas, não ao microempreendedor como é o caso do MEI.

Nela o faturamento pode ser maior, assim como o número de funcionários e a quantidade de sócios. Nessa modalidade a empresa possui maior capacidade de crescimento e investimentos.

Portanto não há melhor nem pior quando a escolha é Simples Nacional ou MEI, o melhor é aquela que gerará menos custos sem limitar o funcionamento regular da sua empresa.

Por exemplo, se você possui um negócio que não possui faturamento anual superior a R$ 60 mil e também não tem a necessidade de muitos funcionários ou sócios, não tem motivos para optar pelo Simples Nacional, isso apenas aumentará os seus custos.

Agora, caso sua empresa esteja crescendo, precisando de novos funcionários e com faturamento em ascensão, o próximo passo a ser tomado depois da MEI é tornar sua microempresa optante pelo Simples Nacional. Tudo vai depender do perfil da sua empresa e das suas pretensões de crescimento a médio e longo prazo.

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *