Importar para revender: Saiba como ter uma renda extra!

Com o desemprego, surgiram milhares de novos empreendedores, que estão buscando novas fontes de renda provisórias até voltar ao mercado de trabalho, ou até mesmo uma forma de se manter estável sem correr o risco de ser mandado embora novamente, e uma dessas formas de empreender é o comércio, principalmente se você souber como importar para revender.

Ter uma loja (online ou física) pode ser bastante lucrativa, e dependendo da forma que você escolher para fazer essas vendas, pode demandar um investimento inicial muito pequeno. No artigo de hoje, vamos dar dicas para você importar para revender, explicar como fazer isso legalmente, falar os melhores produtos e os melhores países para importar os seus produtos.

Como importar para revender legalmente?

Antes de pensar em como importar para revender legalmente, você já deve ter determinado um nicho de trabalho (maquiagem, roupas, games, perfumes, relógios, bijuterias, artigos para casa, etc.) e definido como vai fazer essas vendas, se vai ter um espaço físico ou se vai vender pela internet, numa loja online, nas redes sociais ou em sites que aceitam vários vendedores, como o eBay e o Mercado Livre, por exemplo.

Independente da sua escolha, você precisa saber que importar produtos para revender é totalmente dentro da lei, mas que isso vai depender do produto que você vai comprar, da quantidade e da legislação do país exportador. Uma pequena pesquisa na internet te ajuda a descobrir que produtos você pode comprar, em qual quantidade, o valor da cota e as taxas de importação para saber onde encontrar os seus melhores fornecedores.

Você também precisa ter um cartão de crédito internacional (ou obter um cartão de crédito pré-pago), e descobrir fornecedores de confiança que trabalhem com outras formas de pagamento, como PayPal, boleto bancário e transferência bancária (muito comum na China).

Defina a melhor forma de importar para revender: Vai comprar diretamente de um site, com o seu cartão de crédito e pedir que entregue diretamente pra você, e montar um estoque? Vai usar um intermediário para comprar de várias lojas diferentes (empresa de trading) e pagar um percentual sobre o valor da compra por esse serviço? vai optar pelo dropship, que elimina os gastos com o estoque e as preocupações com a logística, já que você só compra o que o seu cliente escolheu na loja virtual, e o fornecedor envia direto para ele?

Cada uma dessas formas de importar para revender demanda um procedimento diferente, como legalização de empresa, abertura de CNPJ, emissão de Notas Fiscais, entre outros, ou simplesmente demandam conhecimento de internet e de outros idiomas, além de um pouco de paciência.

Vale a pena importar para revender?

Sim. Vale a pena importar para revender, mesmo com o dólar em alta, porque o Brasil é um dos países com os impostos mais caros, e vender um produto comprado do exterior pode te garantir um lucro de 100% a 400%, mesmo com os custos com frete, taxas de importação e outros custos adicionais, como publicidade para divulgar a loja online, por exemplo.

importar para revenderDe onde devo importar para revender?

Existem países que já conhecem as melhores formas de exportar para o Brasil, e por isso o procedimento é mais simples. AAlguns fornecedores também “mascaram” o valor declarado na Nota Fiscal para evitar que você seja tributado quando a sua encomenda chegar à Alfândega, e indicam os melhores fretes para que a sua mercadoria chegue mais rápido ou fique mais barata, de acordo com as suas necessidades.

O Paraguai, por exemplo, além do cartão de crédito e Paypal nas lojas online, nas lojas físicas aceita tanto o pagamento em Guarani (moeda local), quanto em Real e em Dólar, e isso facilita o pagamento e permite que você aumente a sua margem de lucro, dependendo da cotação do dia.

Os melhores países para importar para revender são a China, os EUA, o Paraguai e o Japão, mas em todos esses lugares existem lojas mais caras e mais baratas, assim como lojas que vendem produtos originais e produtos falsificados, por isso, a atenção deve ser total.

Importar maquiagem, roupas, games, perfumes

Como falamos no início, a maquiagem, as roupas, os games e perfumes podem ser o seu nicho de vendas, e estão entre os itens mais buscados e mais consumidos pelos brasileiros, garantindo maior procura e mais vendas.

Independente da sua escolha, saiba o que está buscando, e principalmente, onde comprar esses itens, pois pode fazer a diferença tanto no seu rendimento mensal quanto no sucesso do seu empreendimento.

Importar perfumes: Saiba os melhores lugares para comprar!

Se você quer começar um novo negócio e quer importar perfumes para revender, ou já tem uma loja física ou virtual e está pensando nesse produto como mais uma opção para oferecer aos seus clientes, não deixe de ler as dicas que daremos no artigo de hoje.

Vamos dar dicas sobre como importar perfumes legalmente, dizer quais os melhores sites para importar do Paraguai, da China ou dos Estados Unidos com segurança e pagando os melhores preços para aumentar os seus lucros e dizer tudo que você precisa saber para fazer valer a pena importar perfumes para revender.

Importar perfumes do Paraguai

Além de comprar pela internet, o Paraguai tem a vantagem de você poder ir comprar os produtos pessoalmente, de avião, carro ou ônibus.

O Paraguai já é uma rota conhecida dos Brasileiros para importar produtos, e apesar da fama de ter produtos falsificados e baratos, você precisa pesquisar bastante e ir direto nas lojas que quer ir e que já sabe que vale a pena para conseguir comprar os perfumes originais de marcas conhecidas com o melhor preço e que te deem garantia.

A moeda usada no Paraguai é o guarani, mas a maioria das lojas que ficam na fronteira do Paraguai com o Brasil também aceitam pagamento em real, dólar, guarani e no cartão de crédito internacional. Dependendo da cotação do dólar nas casas de câmbio, vale mais a pena usar o dólar para fazer o pagamento, do que trocar lá ou usar o cartão de crédito.

Não esqueça de considerar se o valor total gasto está dentro da cota permitida pela aduana brasileira (Receita Federal), e se vai valer a pena passar da cota e fazer a Declaração de Bens do Viajante, e pagar o imposto chamado e-DBV (Declaração Eletrônica de Bens do Viajante), para quem compra além do permitido (não esqueça de verificar os valores antes, assim como a quantidade de itens e a lista dos itens proibidos).

Importar perfumes da China

Assim como o Paraguai, a China também tem fama de só ter produtos muito baratos e falsificados, o que não é verdade. Aliás, muitas marcas famosas e caras fabricam suas peças na China por causa da mão de obra barata, o que aumenta consideravelmente os seus lucros.

É importante você saber onde encontrar as réplicas e onde encontrar os produtos originais, dependendo do seu objetivo. Se você estiver procurando por imitações, o melhor site é o DealExtreme, que é em português e aceita pagamentos pelo Paypal ou cartão de crédito internacional.

Também é importante saber que muitos sites da China oferecem frete grátis, o que faz o produto valer ainda mais a pena, mas não deixe de pesquisar em outros sites para ver se realmente você não está pagando pelo frete ou se o valor está “embutido”.

importar perfumes carosImportar perfumes dos EUA

Muitas pessoas acreditam que importar dos EUA com o dólar em alta não vale a pena, mas a verdade é que quando o dólar sobe, a maioria dos preços também sobe, mesmo quando a matéria-prima é nacional, como o Trigo que faz o nosso pãozinho, por exemplo.

E mesmo com o dólar em alta, importar perfumes dos EUA pode custar até 3 vezes mais barato. Basta você ter um cartão de crédito internacional (ou pedir um cartão de crédito pré-pago e carregar com o valor que vai gastar) e saber os sites mais confiáveis e que enviam diretamente para o Brasil sem a necessidade de intermediários e empresas redicionadoras (que você usa como se fosse o seu endereço fora do Brasil para receber a sua encomenda, e eles te enviarem assim que receberem, cobrando uma taxa extra além do frete).

Como importar perfumes legalmente?

Importar perfumes é completamente legal, tanto para consumo próprio quanto para revender, independente de você vender pelas redes sociais, numa loja online, numa loja física ou através do sistema de drop shipping (quando você não tem um estoque e só compra depois que o comprador paga pela mercadoria, que é enviada a ele diretamente pelo fornecedor).

Basta ficar por dentro da legislação do local que você vai comprar para saber que produtos e quantidades você pode importar, e cumprir todos os requisitos para evitar prejuízos e problemas legais.

Vale a pena importar perfumes para revender?

Sim. Além de o Brasil ser o maior consumidor de perfumes do mundo (segundo a revista Forbes), ou seja, é um nicho que vai te dar lucros, os perfumes estão na lista dos produtos que mais vale a pena importar para revender, junto com as roupas, eletrônicos, relógios, bijuterias e maquiagem, mas você precisa seguir as dicas que demos aqui anteriormente, para encontrar os melhores preços, comprar com segurança e não ter prejuízos e nem problemas.

Importar Eletrônicos: Saiba se vale a pena e como não correr riscos!

O Brasil é um dos países que cobram mais impostos e os impostos mais altos, dificultando muito a vida de quem tem um negócio próprio e precisa vender muita quantidade para ter algum lucro, principalmente numa época onde existem milhões de desempregados e muita gente está deixando de comprar o que não é essencial ou o que não está com um preço realmente bom e que esteja valendo a pena.

Uma das formas de estar na frente da concorrência e oferecer preços mais baixos é importando, e se o seu negócio é vendas, não deixe de ler o artigo de hoje, pois vamos dar dicas sobre como importar eletrônicos de países como os EUA, China, Paraguai e Japão, mostrar como importar eletrônicos para revenda e dizer se realmente continua valendo a pena importar e se você vai ter lucros nesse empreendimento.

Importar eletrônicos para revenda

Importar eletrônicos para revenda é um ótimo negócio, já que a diferença de valor entre o produto comprado aqui no Brasil e um produto importado pode chegar a 3 vezes, e você pode oferecer um Iphone ou um vídeo-game pelo dobro do valor que pagou (já com o valor do frete e das taxas) e ter um lucro grande (100%), e ainda oferecer um produto a um preço muito menor ao seu cliente.

Esse lucro pode ser ainda maior em eletrônicos menores e que não precisam de marcas famosas, podendo chegar a 400%!

Uma boa opção é usar o método dropship, que evita que você invista em um estoque que precisa de logística, lugar para sr guardado e que corre o risco de não ser vendido. Nesse caso, você divulga os produtos que você já sabe o valor e já conhece um fornecedor de confiança, e só compra o que for encomendado pelo cliente (na sua loja online ou pessoalmente, na loja física), e o fornecedor envia o produto direto para o seu cliente, sem que você precise se preocupar com nada, além de passar os dados e o dinheiro pra ele.

Outra forma de importar eletrônicos para revenda é através de empresas de trading, como a ABPTrade e a Ocean Trading, que faz a intermediação da sua importação e cobra uma porcentagem em cima do valor da sua compra.

Importar eletrônicos dos EUA

Já valeu a pena ir pessoalmente aos EUA para fazer comprar para revender, quando a passagem de avião estava mais barata, mas mesmo com o dólar em alta, continua sendo um bom negócio importar eletrônicos dos EUA, só que comprando os produtos online, porque a maioria dos sites entrega diretamente pro Brasil, a forma de pagamento é facilitada e o sedex é rápido (dependendo da sua escolha, já que existem várias opções).

como importar eletrônicosImportar eletrônicos da China

Para importar eletrônicos da China a dica mais importante é pesquisar bastante a reputação das lojas, evitar comprar em lojas que tenham nomes parecidos com as lojas e marcas conhecidas (porque é um sinal de que vendem produtos falsificados e réplicas) e dar preferência para sites que entregam de graça no Brasil, sem cobrar o frete, para aumentar o seu lucro.

Importar eletrônicos do Paraguai

Para quem quer importar eletrônicos do Paraguai, o ideal é ir direto para Ciudad del Este, onde a maioria das lojas grandes e de confiança estão localizadas.

Mesmo que você não more no Sul do Brasil, vale a pena ir para o Paraguai de excursão, porque além de você conhecer pessoas que já estão acostumadas a ir pra lá e já saberem os lugares que valem a pena, fica mais barato e você não vai precisar de um intermediário, já que vários sites do Paraguai não entregam no Brasil.

Importar eletrônicos do Japão

O Japão é o paraíso dos eletrônicos, e por isso é o maior exportador desse segmento no mundo. Um dos melhores sites é o Pricejapan.com.

Uma dica importante é sempre converter os preços para ienes (porque de modo geral, a legislação de comércio internacional exige que a compra seja feita na moeda do país exportador) e acrescentar os impostos de importação, para saber se vale a pena.

importar eletrônicos tablets

Importar eletrônicos vale a pena?

Sim. Como falamos, importar eletrônicos vale a pena e está entre os itens mais consumidos e cuja diferença de valor entre os produtos comprados no Brasil e os importados dos EUA, da China, do Paraguai e do Japão chega a ser 3 vezes mais barato, o que garante uma ótima margem de lucro e um negócio rentável pra você, mas não esqueça de seguir as dicas que demos anteriormente, para evitar prejuízos, comprar em lojas de confiança e que não vão causar problemas.

Importar da China: Saiba como fazer isso de maneira segura!

A China é um país muito procurado para compras internacionais e importar produtos mais baratos ou que não vendam aqui no Brasil, mas também é muito conhecido como um país produtor de produtos falsificados e de baixa qualidade, e por isso, caso não seja esse o seu interesse, é importante saber como importar da China com segurança, onde e como comprar, como vamos ensinar no artigo de hoje.

É importante dizer que como o custo de produção lá na China é bem menor do que em outros países, muitas marcas famosas (como a Nike, por exemplo) têm fábricas lá, e que é preciso saber onde comprar para comprar produtos verdadeiros, de qualidade e que o preço seja menor que você pagaria aqui no Brasil, mesmo contando com os impostos e o frete.

Seja para o seu consumo próprio ou para revender, saiba também se importar da China vale a pena, como fazer o drop shipping e várias outras dicas a seguir.

Dicas sobre como importar da China

 

Como falamos, é possível importar da China tanto itens falsificados quanto produtos originais, e a variação de valor não depende só desse fator, podendo variar de loja para loja, como acontece aqui no Brasil com os itens da mesma marca e qualidade. Por isso, a dica mais importante é saber o que você está buscando (vale a pena fazer uma lista de compras) e pesquisar nos sites mais confiáveis e conhecidos para comparar os valores antes de comprar.

Também vale a pena considerar as formas de pagamento e o prazo da entrega da mercadoria, que pode variar bastante e pode demorar até mais de um mês para chegar ao Brasil, e muitos sites que oferecem frete grátis, podendo aumentar a sua economia ou lucro.

Existem basicamente duas formas de importar da China, e vamos falar das duas para você escolher a opção que acha melhor e que melhor atende às suas necessidades. São elas:

  • Comprar diretamente de um site que entregue no Brasil, e que venda produtos específicos, como roupas, utilidades para o lar, eletrônicos, perfumes, etc.
  • Comprar através de intermediários, através do drop shipping, que vamos falar a seguir.

Como importar da China por drop shipping

 

Muitos sites chineses não enviam as mercadorias para o Brasil, e nesses casos é preciso realizar o drop shipping, que é um método muito lucrativo e de pouco risco para o importador, já que permite fazer a venda de produtos sem nenhum estoque.

A mercadoria é entregue ao cliente final pelos distribuidores e o vendedor não precisa comprar os produtos, armazenar e ficar esperando um comprador surgir, e só compra a mercadoria quando existe um pedido, que é feito ao distribuidor, que manda o produto diretamente para ele.

É importante pedir a recomendação de um fornecedor ou comprar de alguém ou alguma empresa de confiança para evitar problemas.

Sites para importar da China

 

Quando o assunto é importar da China é impossível não falar do Aliexpress, que além de ser em português e facilitar o pagamento, que pode ser feito no cartão de crédito, boleto ou transferência bancária, trabalha com uma grande quantidade de fornecedores e uma gigantesca variedade de produtos, desde roupas, eletrônicos, bijuterias, artigos para casa, maquiagem e outros itens de beleza, além de vários outros itens.

Outros sites de confiança são o ChinaBuye e o MixMelot.

Caso o produto que você queira comprar não precise ter uma marca específica e você precise de um bom preço (para revender, por exemplo), o site mais indicado é o DealExtreme, que trabalha com marcas genéricas ou réplicas. O site é em português e você pode pagar por Paypal ou cartão de crédito internacional.

importar da chinaVale a pena importar da China para revender?

 

Sim, mesmo que você queira importar produtos de qualidade e de marcas conhecidas, vale a pena importar da China para revender, seja comprando em sites que entregam no Brasil ou usando o método drop shipping, principalmente se o seu negócio for online. Basta seguir as dicas que demos anteriormente para comprar com segurança e ter lucros.

O que vale a pena importar da China?

 

Se você procurar bem, você pode comprar itens por menos da metade do valor que pagaria aqui no Brasil, mesmo com os valores de frete e taxas de importação, mas os melhores itens para importar da China são as roupas, suplementos, perfumes, eletrônicos, relógios, bolsas e bijuterias.

Vale a pena comprar vestidos no Aliexpress? E maquiagem?

O Aliexpress é um site chinês (traduzido para o português) que vende produtos para o mundo inteiro, principalmente artigos de moda (roupas, sapatos e acessórios para mulheres, homens e crianças) e produtos de beleza, mas que você também encontra produtos automotivos, acessórios para telefone, computador, eletrônicos,produtos para saúde, casa e jardim, brinquedos e tudo mais que você possa imaginar.

Se você nunca comprou no Aliexpress, é importante saber que ele não é uma marca, e sim um site que reúne várias lojas virtuais, de vários vendedores e marcas que usam a plataforma deles para vender os seus produtos para o mundo todo, como o nosso já conhecido “Mercado Livre”, por exemplo.

Por causa disso, não dá pra generalizar dizendo que no Aliexpress só tem coisas baratas e ruins, ou só coisas caras, só coisas bonitas ou só coisas feias. Você encontra um mundo de coisas lá, de todos os tipos, preços e qualidades, e para fazer boas compras lá e aproveitar, siga as dicas que separamos pra você no artigo de hoje.

vale a pena comprar vestidos no aliexpress
Modelos de vestido no Aliexpress. (Os preços e modelos podem variar ou podem não mais estar disponíveis)

Vale a pena comprar vestidos no Aliexpress?

Como falamos, existem vários vendedores e lojas virtuais vendendo vestidos no Aliexpress. São modelos mais simples, outros mais sofisticados, vestidos pra passear, pra trabalhar, pra ir a festas e casamentos e até vestidos de noiva, de todos os estilos, gostos e tamanhos.

Para responder se vale a pena comprar vestidos no Aliexpress, é importante que você defina o que é valer a pena. É o preço? É a qualidade? É a variedade? É o prazo de entrega? Para cada um desses requisitos, existe uma resposta diferente, que pode variar de pessoa pra pessoa.

Eu já comprei 2 vestidos no Aliexpress. Um deles era pra passear, e eu usei bastante. Apesar de ser um vestido de verão, ele era bem quente, porque era feito de material sintético e tinha forro, também sintético, o que me fazia transpirar bastante. A conta é simples: para fazer um produto barato, o material e a mão de obra precisam ser baratos, ou é impossível ter lucro. Os tecidos sintéticos são muito mais baratos que os tecidos naturais, e a mão de obra chinesa é uma das mais baratas, possibilitando vender um vestido por um preço muito mais baixo do que você encontraria aqui no Brasil.

O segundo vestido que eu comprei era para um casamento, que eu só usei no dia e depois joguei fora (literalmente). Era muito mal feito, e o material era bem ruim, mas me vestiu bem e ficou bonitinho nas fotos. Eu tinha comprado muito antes do casamento, e ele chegou bem em cima da data, e eu não tive tempo de comprar outra opção, então, fui com ele mesmo.

Nos dois casos, preciso dizer que o preço foi o que me chamou a atenção. Os dois vestidos eram MUITO baratos, e eu já sabia que ia receber um produto parecido com as peças mais baratas da Forever 21. Mas, existem lojas melhores lá, e roupas mais caras e melhores. Uma prima minha comprou o vestido de noiva dela lá e estava lindíssima. Pra ela valeu a pena. Então, é uma questão de olhar os detalhes fornecidos pela loja, como material e medidas (as chinesas são MUITO pequenas e isso pode confundir) e na pior das hipóteses, comprar com antecedência pra poder achar outra opção, ou comprar algo mais barato que não vai causar muita revolta ou prejuízo.

Lembrando que nem sempre o que é barato é ruim e mal feito, e nem sempre o que é caro é bonito e bem feito! Outra dica é olhar a avaliação do vendedor e dos produtos antes de comprar, para saber se são confiáveis e bons, e evitar problemas.

maquiagem no aliexpress

E maquiagem?

Assim como os vestidos, existem várias lojas vendendo todo tipo de maquiagem no Aliexpress, tanto produtos avulsos, como batom, rímel e sombra, como kits de pincéis, escovas, produtos para profissionais da área, estojos de maquiagem, e etc.

Para quem gosta de maquiagem, é um paraíso. São várias opções com cores, estilos e preços variados. Vale a pena comprar para experimentar e conhecer outras marcas, mas não esqueça de fazer o teste de toque antes, para evitar alergias.

Vale a pena comprar no Aliexpress para revender?

Como tem vários produtos baratos, vale a pena comprar no Aliexpress para revender sim. Uma dica é não montar um estoque físico, para não correr o risco de ficar com mercadoria encalhada. Vale a pena divulgar os produtos e só comprar no Aliexpress sob encomenda, para ter certeza da venda. Só não esqueça de informar aos seus clientes sobre o prazo de entrega, que costuma ser bem grande.

Veja também um vídeo sobre compras no Aliexpress:

Importar suplementos: Vale a pena? Quais são as regras para importação?

Quem faz exercícios físicos regularmente, é atleta ou está em busca de hipertrofia sabe que os suplementos podem ajudar bastante a otimizar os resultados da academia, e que apesar de a gente ter muitos suplementos nacionais de boa qualidade, os melhores produtos são os importados.

Outra vantagem de importar suplementos como o Whey Protein é que mesmo com o valor do frete e as possíveis taxas e tributos da alfândega, os suplementos importados ainda ficam com um valor mais baixo do que os produtos nacionais de qualidade equivalente.

No artigo de hoje vamos dar dicas valiosíssimas para você aprender como importar suplementos de países como o Paraguai, China e Estados Unidos, assim como indicar sites confiáveis para você fazer a importação, para você saber se vale a pena ou não importar suplementos para o seu uso próprio ou para revenda.

O que você precisa saber antes de importar suplementos

Antes de dar as dicas específicas, precisamos falar que você precisa ter um cartão de crédito internacional para conseguir comprar em sites estrangeiros, além de ter conhecimento da língua, já que a maioria dos sites não está traduzida.

Caso você não tenha um cartão de crédito internacional, vale a pena solicitar um cartão de crédito pré-pago, e colocar o valor que você pretende gastar, já pensando nas taxas, como o imposto sobre o valor total (produto e frete) e a taxa de ICMS, que muda de estado para estado.

Não deixe de considerar esses valores para saber se vale a pena importar ou se é melhor comprar aqui mesmo, já que muitas lojas e sites brasileiros também vendem suplementos importados. Outro fator que você deve considerar é o tempo de entrega.

Evite comprar potes muito grandes ou muitos potes de suplementos pequenos de uma vez só, seja para aproveitar o frete ou por conta do valor, pois as suas chances de a embalagem chamar a atenção da Alfândega e de você ser taxado é proporcional ao tamanho do embrulho que a loja enviar.

se você for taxado (ou tributado), vai receber um aviso dos Correios informando que você precisa comparecer à agência (geralmente próxima a sua casa), e levar o valor dos impostos em dinheiro para retirar o produto.

Existem suplementos que a importação é proibida, e você pode saber quais são no site da Anvisa.

Como importar suplementos dos EUA

Para importar suplementos dos EUA, onde tem as melhores matérias primas e os melhores produtos, vale a pena olhar no site as seguintes informações, que podem fazer o produto valer ou não a pena, chegar mais rápido, ser tributado ou não, entre outros:

  • Se envia como pessoa física ou pessoa jurídica;
  • Se faz declaração da compra e do valor, e em que percentual
  • As formas de envio e as formas de pagamento
  • Se tem seguro ou não

importar suplemento dos estados unidos

Como importar suplementos do Paraguai

Para importar suplementos do Paraguai, procure saber informações como a forma de envio, as formas de pagamento e se faz declaração de valor, além de comprar de sites conhecidos e marcas famosas, para não prejudicar a sua saúde com produtos ruins ou falsificados.

Uma boa opção para importar suplementos do Paraguai é pelo Jack Center, que além de ser uma loja de confiança, o site é em português.

Como importar suplementos da China

Se você quiser importar suplementos da China precisa ter paciência e saber que a sua mercadoria pode demorar bastante para chegar. Fora isso, procure conhecer a reputação do site na internet e evite comprar em sites novos, pequenos ou que não tenha rastros na internet, para não ter prejuízos, e observar as informações que demos anteriormente.

Sites para importar suplementos

Apesar de ter várias outras opções, separamos os links das lojas mais usadas para importar suplementos e que enviam produtos para o Brasil:

•    eVitamins.com
•    Vitacost.com
•    HealthDesigns.com
•    iHerb.com
•    SameDaySupplements.com
•    Suppz.com
•    SupplementEdge.com

Vale a pena importar suplementos?

Sim. Como dissemos, os suplementos importados saem muito mais baratos que os nacionais ou que comprar os suplementos importados em lojas aqui no Brasil, por causa dos impostos. Mas, vale a pena calcular o valor do dólar e considerar todos os fatores que falamos no início do artigo, para não ser pego de surpresa.

Vale a pena importar suplementos para revenda?

A diferença de valor (mesmo com o frete e as taxas) pode chegar a 70%, ou seja, se você comprar suplementos para revenda, pode vender mais barato que as lojas e sites e ainda ter um bom lucro, mas vale a pena verificar a lista de produtos que só podem ser importados para consumo próprio, para não transformar o que seria lucro em um grande prejuízo.

A Kabum! e sua Black Friday: Saiba quando e como funciona?

Uma das primeiras empresas brasileiras de comércio eletrônico a Kabum está entre as maiores da América Latina nesse segmento. Oferece um serviço ágil e eficiente, com garantia e qualidade desde o início do pedido até sua entrega. Por isso ela vem conquistando vários prêmios que atestam essa eficiência. Os clientes da marca ficam ansiosos aguardando a Black Friday da Kabum.

Esse evento do e-commerce mundial tem como característica principal a venda de produtos com desconto que chegam até 80%. A Black Friday da Kabum se alinha com as de empresas norte-americanas (que acontece após feriado de Ação de Graças).

Data para Black Friday da Kabum!

A partir das 22h do dia 24/11 o cronômetro será disparado para as vendas no site da Kabum! (www.kabum.com.br). Serão 26 horas diretas disponibilizando mais de 18 mil itens com desconto, atualizados a cada cinco minutos.

O que é preciso fazer para participar?

É necessário que seja cadastrado (a) no site. É um cadastro simples, com informações básicas, corriqueiros àquele que já fazem compras pela internet.

Durante a Black Friday da Kabum deverá ficar logado para acompanhar as promoções.

Como funciona?

Procurando atender a todos os clientes de forma mais justa possível, a Kabum dispõe seus produtos numa lista de ofertas divididas em três grupos:

– ofertas ativas

– próximas ofertas

– ofertas esgotadas

Durante a compra certifique-se que inseriu no carrinho o item. Você terá 10 minutos para concluir a compra, se não conseguir efetua-la nesse tempo, o valor do produto voltará ao normal (sem o desconto).

Cada cliente só poderá comprar 01 produto (em algumas ofertas). Exemplo: não poderá comprar 02 celulares das mesmas especificações. Caso insista na inclusão desses 02 produtos, eles serão excluídos no fechamento do pedido. Essa ação visa dá possibilidade a todos os clientes de obter produtos de qualidade, com ótimos preços.

Todos os pagamentos ofertados normalmente pelo site serão disponibilizados na Black Friday da Kabum, para tornar mais fácil a aquisição do produto desejado.

– boleto bancário

– débito em conta

– cartão de crédito (com parcelas em até 10x sem juros)

Não perca tempo nas compras que serão pagas por cartões, sempre esteja com ele em mãos. Outro detalhe é que após fazer a opção para forma de pagamento, não poderá ser alterada. Logo, muita atenção nessa etapa!

centenas de ofertas no black friday da kabumCredibilidade Kabum

A sua grande experiência no e-commerce garante a esta empresa, confiabilidade. Todos os produtos que forem publicados com descontos nas suas fanpages, estão no site durante o Black Friday da Kabum.

Com uma equipe reforçada no período, garantirá da forma mais ágil o processamento do pedido, e procurará atender os prazos de entregas dos produtos comprados. Existindo algum imprevisto, o cliente será previamente informado, e a empresa tomará as medidas necessárias para satisfazê-lo.

Fique de olho no facebook e Twitter da loja, nesses canais serão disponibilizados produtos e valores que constarão na grande liquidação. É Contar as horas para a chegada da Black Friday da Kabum, ser mais rápido e conseguir as melhores ofertas.

 

Como importar roupas? Explicamos como funciona!

Com a internet temos acesso a lojas, itens e informações que era de acesso exclusivo a quem morasse perto, e o computador deixa o mundo inteirinho em nossas mãos, literalmente. Você não precisa mais usar só as roupas que vendem nas lojinhas de bairro de onde você mora, ou nas lojas do shopping mais próximo da sua casa. Com a internet você consegue importar roupas de marcas do mundo todo, seja para pagar mais barato por um item que você gostou, seja para ter uma peça de uma marca específica ou porque você viu a propaganda e gostou.

No artigo de hoje vamos explicar como importar roupas caso você nunca tenha feito compras em sites estrangeiros, e também vamos explicar como importar roupas para revender, caso você esteja procurando uma fonte extra de renda, ou até mesmo queira fazer disso a sua renda principal, já que com a crise no Brasil o empreendedorismo e os pequenos negócios tem aumentado cada vez mais.

Como importar roupas para uso próprio?

Seja porque você gosta de uma marca específica que não vende aqui no Brasil, ou porque a peça está mais barata lá fora do que nas lojas que vendem a marca aqui (mesmo com o dólar altíssimo isso acontece muito, porque os impostos também são altíssimos), ou simplesmente porque você chegou ao site e gostou do produto, a primeira coisa que você precisa saber para importar roupas é saber se o site envia os produtos para o Brasil. Se ele não enviar, não tem problema, também existe um jeito para isso, e nós vamos ensinar a seguir.

A segunda coisa que você precisa é ter um cartão de crédito internacional. Se você não tiver, você pode pedir um ao seu gerente no banco, ou solicitar um cartão de crédito pré-pago, que você recebe em casa e carrega com o valor que quiser, para gastar nas suas compras internacionais (tanto nos sites quanto se você for fazer uma viagem ao exterior).

como importar roupas para revender

Como importar roupas em sites que enviam para o Brasil

Se você quiser importar roupas em sites que enviam para o Brasil o processo é muito simples, e exatamente igual à comprar pela internet em sites nacionais. Basta você selecionar as peças, o tamanho e a cor (ideal que você entenda um pouco do idioma ou use o google translator para entender as informações), e depois fazer um cadastro com os seus dados pessoais, endereço de entrega e forma de pagamento, incluindo o número do cartão de crédito e a quantidade de parcelas.

É importante você incluir o valor do frete e das taxas e impostos (e possíveis taxas na alfândega) para saber se o produto realmente vale a pena, já que esse valor pode mudar (para mais ou para menos) de acordo com a data do fechamento do seu cartão de crédito e o valor do dólar nesse dia.

Também é importante saber que a entrega pode demorar bastante (não esqueça de ver os prazos no site) e que existe a possibilidade de você ser taxado na alfândega. Se isso acontecer, a sua encomenda vai direto para a agência dos correios mais próxima da sua casa e você receberá um aviso com o valor que deverá pagar (em dinheiro) para retirar a mercadoria. Isso também vale para os sites que não enviam para o Brasil e para o caso de você querer importar roupas para revender.

Como importar roupas em sites que NÃO enviam para o Brasil

Existem sites que não enviam as mercadorias para o Brasil, principalmente se existir loja física ou site específico que venda as mesmas peças nacionalmente. O que acontece é que muitas vezes, comprar uma calça da Gucci (uma das dez marcas de jeans mais caras do mundo) aqui no Brasil pode ser ainda mais caro que comprar num site estrangeiro, mas existem leis que protegem os vendedores nacionais, e por isso a importação desses produtos é dificultada.

Uma das formas de importar roupas em sites que não enviam para o Brasil é conseguir um “endereço” nos EUA ou no país de origem, como o ShipiTo. Você faz um cadastro, e ao comprar a roupa, coloca o endereço do armazém como se fosse o seu. Chegando lá, eles enviam a mercadoria pra você, que paga outro valor de frete – e mesmo assim pode ficar mais barato.

Como importar roupas para revender?

Para importar roupas para revender o processo é o mesmo que falamos anteriormente, mas a diferença está na quantidade e no valor declarado, que pode fazer você ser taxado quando a mercadoria chegar ao Brasil. Faça as contas para saber se conseguirá ter lucros, e se vale a pena, além de saber a quantidade permitida na sua cidade, para não ter prejuízos e problemas com a lei.

Compras no Paraguai: Vale a pena? Veja o que vale a pena comprar!

Fazer compras no Paraguai sempre foi uma realidade para o brasileiro, tanto para compras para uso próprio quanto para revender, já que é um país bem próximo, que dá pra ir de carro ou de ônibus (existem excursões com pessoas especializadas, que já levam aos lugares certeiros onde você vai conseguir comprar os melhores produtos ou os mais baratos, de acordo com o seu objetivo), além de ser um lugar que vende produtos muito baratos.

Se você está pensando em fazer compras no Paraguai por causa dessa fama, também deve saber que o Paraguai também é conhecido como um lugar onde várias mercadorias falsificadas são comercializadas com facilidade, e esse é um dos cuidados que você precisa ter e que vamos citar no artigo de hoje, além de dar outras dicas, dizer quais itens vale a pena e tudo que você precisa saber antes de programar a sua viagem pra lá.

Dicas para quem vai comprar no Paraguai

Como toda viagem, é importante programar onde você vai, o roteiro que vai fazer e fazer uma lista dos produtos que quer comprar, além de anotar os valores e o nome das lojas de confiança para poder comparar os preços e saber onde é melhor comprar.

O site Compras Paraguai tem uma lista das lojas de confiança e uma ferramenta para te ajudar a criar uma lista de compras, chamada Lista de desejos. Para fazer a sua, basta acessar o site, buscar os produtos que quer comprar, pesquisar a melhor opção e adicionar na lista, que você pode imprimir ou salvar no celular.

Procure saber o horário do funcionamento das lojas onde você vai fazer as suas compras, e as formas de pagamento que elas aceitam. A moeda utilizada no Paraguai é o guarani, mas a maioria das lojas da fronteira com o Brasil aceitam pagamento em real, dólar, guarani e no cartão de crédito internacional.

Saiba o valor da cota que você pode gastar, pois se o valor total de suas compras passarem o valor da cota você vai precisar fazer a Declaração de Bens do Viajante, um documento para o pagamento do imposto chamado e-DBV (Declaração Eletrônica de Bens do Viajante) e apresentá-lo ao passar pela aduana brasileira, tanto de avião quanto de ônibus ou carro.

Veja a lista atualizada de produtos proibidos e a quantidade permitida, para não ser multado ou até mesmo preso.

compras no paraguai o que comprar

Vale a pena fazer compras no Paraguai?

Como falamos, existem as lojas de confiança e as lojas que vendem produtos falsificados, e esse é o primeiro cuidado que você precisa ter para fazer as suas compras no Paraguai valerem a pena. Evite comprar em lojas que tenham alguma marca conhecida no nome (Sony, por exemplo) ou que usem nomes similares a de outras lojas grandes conhecidas (Mike, por exemplo, ao invés de Nike).

Também é importante ver o valor do dólar, e dependendo da cotação nas casas de câmbio, vale mais a pena fazer o pagamento em dinheiro, usando o dólar, do que trocar lá ou comprar no cartão de crédito.

Quais itens valem a pena?

Assim como acontece no Brasil, no Paraguai os preços também podem variar bastante de um lugar para o outro, mas se você fizer a sua pesquisa antes e for aos lugares certos, mesmo com o dólar alto ainda vale a pena comprar no Paraguai, principalmente itens como eletrônicos (celulares, vídeo-games, rádio automotivo, etc.), roupas e maquiagem de marcas conhecidas e perfumes importados.

É importante comprar em lojas de confiança e que te deem garantia, e evitar comprar em lojas que as pessoas te abordem na rua ou em ambulantes, para evitar comprar mercadorias falsificadas.

Comprar perfume, eletrônicos e maquiagem no Paraguai

Se você for de carro ou ônibus, terá que passar pela aduana brasileira – a Receita Federal, onde os fiscais irão analisar a quantidade de produtos que você comprou e ver o valor final gasto para ver se você está dentro da cota. Se for de avião, a cota é um pouco maior, mas também existe. Por isso, dependendo dos produtos e marcas (como perfume, eletrônico e maquiagem), você vai comprar poucas unidades, e pode não valer a pena.

Para você comprar perfume, eletrônicos e maquiagem a um preço que valha a pena revender, o melhor lugar é o Shopping China.

Veja também um vídeo sobre compras no Paraguai:

Gostou das dicas de hoje? Então compartilhe esse artigo com outras pessoas que vão fazer compras no Paraguai com você!

Curso de Vinhos online: 5 passos para saber qual vinho escolher!

Os vinhos são muito deliciosos e sempre fazem um sucesso na hora de uma festa ou de uma refeição. Além do mais é uma ótima opção para quem deseja ser romântico. Seja no frio ou no calor, o bom vinho é sempre bem vindo,no entanto, muitas pessoas acabam não conhecendo sobre vinho e comprando o famoso “gato por lebre”. Então, se você deseja aprender tudo sobre vinho para comprar o vinho certo para combinar com um determinado prato no almoço ou jantar, você deve conhecer o Curso de Vinhos Online.

Ainda não conhece esse curso? Então continue lendo esse artigo e veja a seguir tudo o que você precisa saber para começar o seu Curso de Vinhos Online ainda hoje! Vamos lá?

Onde encontrar o Curso de vinhos online?

O Curso de Vinhos Online pode ser feito através do site Vinho mais fácil, onde você poderá aprender toda a arte da escolha de vinhos em apenas 5 passos com um profissional excelente! Mas corra, pois a palestra estará disponível por tempo limitado.

O curso oferece um conteúdo de qualidade, você vai poder facilmente aprender a escolher um vinho de maior custo benefício e sair por aí contando vantagem como se fosse um verdadeiro Sommelier!

Se você deseja realizar esse maravilhoso Curso de Vinhos Online, acesse agora mesmo o seguinte link http://vinhomaisfacil.com.br/ e comece ainda hoje o seu curso!

curso de vinhos online taças

O que é o Curso de vinhos online?

O curso de vinhos online está no vinhomaisfacil.com que trata-se de um serviço oferecido por meio de uma página eletrônica na internet que oferece informações sobre o mundo dos vinhos através da combinação de informações de fontes confiáveis que estão alinhadas a experiência e opinião profissional e pessoal do autor.

O curso está inserido dentro de uma plataforma rica, cheia de informações que vão de fato agregar no seu cotidiano e facilitar sua vida, além de contribuir para um maior conhecimento sobre vinhos. curso de vinhos online taças

O que vou aprender com esse curso?

O Curso de Vinhos Online foi desenvolvido para que você possa aprender tudo sobre vinhos e nunca mais passar vergonha na hora de escolher o vinho certo para cada ocasião.

A fim de ajudar as pessoas que desejam conhecer um pouco mais sobre vinho e que apreciam essa deliciosa bebida, o Rodrigo Bertin, especialista em vinhos, sommelier internacional e chefe da Adega Maison Bertin, criou o Curso de Vinhos Online, sendo que nele você irá aprender:

  • Todo o básico sobre vinhos para comprar o melhor, se tornando um especialista em vinhos;
  • Como escolher o melhor vinho através do custo benefício;
  • A nunca mais passar vergonha na hora de escolher um bom vinho.

Comece agora mesmo o seu Curso de Vinhos Online e vire um expert em vinhos!

Chega de pegar o primeiro vinho que achou, ou escolhe-lo pelo seu preço ou nome. Comece a escolher um vinho pela sua qualidade e com certeza você, seus amigos e seus familiares vão apreciar bem mais o seu vinho.curso de vinhos online benefícios

Quem pode fazer o Curso de vinhos online?

O Curso de Vinhos Online foi desenvolvido para qualquer pessoa que deseja aprender um pouco mais sobre os vinhos, por isso não existe um tipo de público ideal para o qual esse curso foi produzido, basta você ter interesse em vinhos e querer aprender um pouco mais sobre eles para não passar mais vergonha na hora de escolher o vinho certo para cada ocasião.

O curso é gratuito?

Sim! O Curso de Vinhos Online desenvolvido pelo profissional em vinhos, Rodrigo Bertin é totalmente gratuito, e para realiza-lo você só precisa acessar ao site oficial, Vinhos mais fácil, através do link a seguir e realizar sua reserva para participar da palestra.

Mas vale lembrar que essa palestra está disponível por tempo limitado, sendo assim você deve realizar sua reserva o mais rápido possível para não perder sua vaga.

Então, não perca tempo e faça sua inscrição! O link para ter acesso ao Curso de Vinhos Online gratuito é http://vinhomaisfacil.com.br/.

Quem é Rodrigo Bertin?

Rodrigo Bertin é um Sommelier internacional e chefe da Adega Maison Bertin, uma empresa familiar com 60 anos de tradição no comércio de bebidas na cidade de Sorocaba, interior de São Paulo. Rodrigo está há 10 anos realizando treinamentos sobre vinhos, organiza eventos de degustação e ministra palestras sobre o tema em universidades. Ou seja é um profissional de sucesso e cheio de conhecimentos. curso de vinhos online rodrigo

Como é realizado esse curso?

Para melhor atender aos iniciantes que desejam aprender todo o básico sobre como escolher um bom vinho, o Curso de Vinhos Online foi desenvolvido através de uma palestra ministrada pelo profissional e expert em vinhos, Rodrigo Bertin, que promete ensinar os 5 passos para você saber qual vinho escolher em cada ocasião e nunca mais passar vergonha.

Se você não sabe completamente nada sobre vinhos, esse curso é o ideal para você, pois ele começa bem do básico para que você possa se tornar um expert em qual vinho escolher para cada ocasião.

Você não perde nada ao realizar o Curso de Vinhos Online, visto que ele é online e gratuito, assim você poderá assistir à palestra quando e onde quiser! Todas as pessoas que fizeram esse curso aprovaram e recomendam.

Então você não pode deixar de fazer, não é mesmo? Não perca essa oportunidade de adquirir novos conhecimentos, totalmente gratuita e prática!curso de vinhos online cta

Você já tinha ouvido falar no Curso de vinhos Online? Ficou alguma dúvida sobre ele? Deixe-a nos comentários que nós responderemos assim que for possível.

E se você já fez esse Curso de Vinhos Online do Rodrigo Bertin ou conhece alguém que fez, deixe sua opinião sobre ele a fim de ajudar as pessoas que ainda estão receosas sobre sua qualidade.