Catho: Conheça o maior site de empregos do Brasil!

Como a maioria das pessoas já sabe, atualmente existem vários sites que te ajudam a encontrar vagas de emprego. Com eles, geralmente, você tem acesso a um número maior de vagas disponíveis. Para quem está a procura de emprego e de uma vaga que seja a ideal, sites e plataformas de cadastro de currículo e busca por vagas são sempre uma boa opção. Uma empresa que oferece este tipo de serviço é a Catho. Se você ainda não conhece e está procurando por emprego, deve conhecer. Este post trará para você as informações que você precisa saber antes de contratar este serviço. Para saber mais, continue com a gente e leia o post até o final.

O que é o Catho?

A Catho é um site que funciona como um serviço de classificados online de currículos e vagas. Ela cria a ponte entre as empresas que estão com vagas abertas e os candidatos que se interessam por essas vagas. É a maior empresa brasileira deste segmento. Atualmente ela conta com mais de 7 milhões de currículos cadastrados. Hoje o site possui 280 mil vagas de emprego anunciadas e essas vagas são referentes a 1.800 cidades em todo o país. Além disso mais 72 mil empresas já anunciaram suas vagas na Catho. A empresa possui entre seus usuários 65% de aprovação.

Trata-se de um serviço pago, porém ao se cadastrar você pode utilizar a plataforma por uma semana gratuitamente. Podendo buscar por vagas que te interessam por uma semana sem pagar nenhum valor.

Além dos cadastros de currículo e busca por vagas, a chato oferece outros serviços. Entre eles estão:

  • Cursos online
  • Análise profissional de currículo
  • Cursos de matemática
  • Cursos de desenvolvimento pessoal e outros.

Vale ressaltar que boa parte desses serviços é disponibilizada para os assinantes sem custos adicionais.

Como funciona?

A Catho funciona de duas maneiras. Na primeira você, depois de cadastrar seu currículo, pode procurar por vagas que te interessam e se candidatar a estas vagas. A outra forma é através das “indicações”. Neste caso, as empresas se cadastram no site e anunciam sua vagas, descrevendo o perfil exato do candidato que desejam. A partir dai a Catho indica, depois de analisar o perfil dos currículos disponíveis, os candidatos que tem o perfil que a empresa deseja.

Catho

Quais os Planos?

Atualmente a Catho conta com 6 planos para contratação do serviço. São eles:*

  • Mensal: Neste plano o custo é de R$ 79,90 à vista.
  • Trimestral: Tem o custo de 3x de R$ 57,90
  • Trimestral  + análise de currículo: Seu custo é de 3x de R$ 68,50.
  •  Semestral: Com custo de 3x de R$ 51,90.
  • Semestral + análise de currículo: Tem o custo de 6x de R$ 57,00
  • Anual: Com o valor de 6x de R$ 79,90

Este valores foram verificados no dia 22/12/2016. Por tanto, fora desta data tais valores podem sofrer alteração.

Como se cadastrar?

Para se cadastra você precisa entrar no Site Oficial da Catho e preencher os campos que lá estão presentes.  Depois você será redirecionado para um formulário, que deverá ser preenchido por você com informações como: Dados pessoas, dados sobre experiência profissional, atividades extracurriculares, criar uma carta de apresentação, entre outros.  Depois você escolhe o plano que deseja e já pode começar a procurar por vagas. Você pode seguir as dicas do próprio site para deixar seu currículo e perfil mais atraentes.

Lembrando que os 7 primeiros dias de usos são grátis, mas que se a assinatura não for cancelada antes ou no último dia deste período o valor do plano selecionado serpa cobrado.

Catho

Prós e Contras

Prós 

  • Empresas realmente interessadas em contratar um profissional de qualidade.
  • Geralmente sites pagos anunciam as melhores vagas de empreogo
  • O custo do serviço em relação a outros do mesmo segmento é baixo.

Contras

  • O maior e mais pesado contra em relação a Catho é você ter que pagar para ter acesso as vagas.
  • Outro contra é que a empresa possui um número significativo de reclamações no reclame aqui.
  • A empresa tem muitos currículos cadastrados, o que significa uma grande conconrrência.

Empresas que anunciam na Catho

Várias empresas anunciam suas vagas na Catho, como já foi dito neste post. Algumas dessas empresas são:

  • Pão de Açúcar
  • Carrefour
  • Ambev
  • Starbucks
  • Accenture, entre muitas outras.

Catho é uma opção segura?

Sim! Trata-se de um empresa segura e com tradição. Ela começou suas atividades em 1977 e hoje é referência no Brasil. A empresa conta com certificados de segurança da VeriSign, Certisign e N-Stalker, garantindo que seus dados estejam seguros e que não tenha risco de fraude.

Indeed: Conheça o maior site de vagas de emprego do mundo!

Se você estar procurando ou já procurou por uma vaga de emprego, já deve saber que existem vários sites que ligam empresas a candidatos. Esses sites ajudam milhares de pessoas por ano a encontrarem a vaga dos sonhos. Assim como também ajudam as empresas a encontrarem os melhores candidatos para a suas vagas. Uma dessas plataformas é o Indeed, mundialmente conhecido. Se você está procurando por um emprego e ainda não conheceu o Indeed, precisa conhecer! No post de hoje, nós vamos falar tudo que você precisa saber sobre este site e como conseguir uma vaga através dele.

Indeed: O que é ?

Um indeed é um site (ou um motor, como preferir) de busca de vagas de emprego. Ele foi criado nós Estados Unidos, no ano de 2004. Hoje a empresa está presente no mundo todo, com escritórios espalhados em 60 países e está disponível em mais de 28 idiomas. Hoje ele é considerado o site de empregos número 1 do mundo, com mais de 200 milhões de visitantes por mês.

Para os candidatos, os serviços do Indeed são gratuitos. Ou seja, não existe a necessidade de pagamentos para que o candidato cadastre seu currículo e se candidate as vagas. Já para as empresas que querem anunciar suas vagas através do motor de buscas, existe a opção gratuita, mas também planos para melhorar o posicionamento das suas vagas.

Como Funciona?

Agora vamos ver como o Indeed funciona tanto para os candidatos que procuram por uma vaga, tanto para empresas que buscam o candidato ideal.

Para candidatos

Se você quer procurar por uma vaga através do Indeed, basta acessar seu Site Oficial. Lá você encontrará o motor de busca. Ele tem dois campos. O primeiro é o “o quê” onde deverá digitar sua área de atuação ou palavra chave relacionada a vaga que você gostaria. O segundo campo é o onde, que você preenche com a cidade e estado que gostaria de trabalhar. Você pode começar já realizando sua buscar por vagas.

Para cadastrar seu currículo e assim concorrer as vagas, você deve criar uma conta no site, utilizando um e-mail. Em baixo dos campos de busca você encontrar o link crie seu currículo. Clicando nele você será redirecionado para uma página onde terá duas opções: importar um currículo já pronto, ou criar seu currículo através do site. Depois de realizar seu castro, basta procurar pela sua vaga perfeita e se candidatar. Ale´m disso, você pode criar um alerta de vagas com o perfil das vagas que te interessam. Com ele você receberá e-mais quando surgirem vagas com o seu perfil.

Indeed

Indeed

Atenção: Os serviços Indeed são gratuitos para os candidatos. Porém, ele também tem vagas anunciadas, ou seja de outros sites. Por tanto ao clicar em vagas patrocinadas você será redirecionado para outros sites, que podem ser pagos.

Para empresas

Como já foi dito neste artigo, para as empresas existe a opção de anunciar suas vagas de forma gratuita e também de forma paga.

  • Gratuitamente: Basta criar um conta no Indeed através do site e criar uma descrição para sua vaga. O processo é rápido e logo sua vaga já estará visível para os candidatos.
  • Vagas patrocinadas: Existe também a opção vagas patrocinadas. Nesta opção você paga um valor para patrocinar sua vaga. Assim ela aparece primeiro nós resultados de busca, alcançando mais candidatos. A grande vantagem desta opção é que você paga por clique. Ou seja, o valor que você irá pagar dependerá dos cliques que tiver na sua vaga.
  • Currículo Indeed: Neste plano a empresa tem acesso instantâneo aos candidatos. Pode buscar e ver currículos gratuitamente. Isso acelera a busca por um candidato. E você pode ir atrás do candidato que deseja.
  • Perfil de empresas:  Você pode criar um perfil para sua empresa, aumentando a visibilidade da empresa e de suas vagas.

As empresas recebem as inscrições dos candidatos no endereço de e-mail que disponibilizar. Além disso, o gerenciamento dos candidatos podem ser feitos através do painel de controle da conta do Indeed. Através deste painel você pode analisar inscrições, agendar entrevistas e ver candidatos recomendados. A empresa também pode atualizar a descrição da vaga e o orçamento a qualquer momento.

Indeed

Qual a diferença entre o Indeed para outros sites?

O Indeed se diferencia porque garante aos candidatos acesso a milhões de vagas disponíveis na internet de forma gratuita. Isso facilita que o candidato encontre a vaga que deseja e que a empresa encontre o candidato ideal para a vaga. Outra diferença é que a maioria dos sites cobram um valor fixo das empresas independente dos resultados. O Indeed cobra por clique garantindo que você só irá pagar pelos resultados que tiver. Outra vantagem é que você pode patrocinar e também retirar o patrocínio da sua vaga a hora que desejar.

Gostou da dica de hoje? Deixe seu comentário, sua opinião é sempre bem-vida!

Aviso prévio: trabalhado e indenizado: Entenda e saiba seus direitos!

Você sabe como funciona o aviso prévio? Deve trabalhar? Deve ficar em casa? Quais os direitos? Tire todas essas dúvidas aqui!

O artigo de hoje é para você que quer ficar por dentro de todos os seus direitos trabalhistas. O que deve receber, os prazos corretos, o que deve cumprir e o que não é necessário. Saiba aqui quando sua rescisão deve ser paga, o conceito e também os outros direitos,

quando você é demitido por justa causa ou quando pede demissão. Saiba tudo isso e muito mais a seguir.

O que é o aviso prévio?

O aviso prévio ocorre quando num contrato de trabalho por tempo indeterminado, regido pela CLT (Consolidação das Leis Trabalhistas), uma das partes, tanto a empregado quanto o empregador, resolve comunicar a outra parte o desligamento da empresa e a rescisão contratual com antecedência.

Como o nome mesmo explica essa resolução serve para comunicar o desligamento daquela pessoa na empresa em tempo suficiente para que o empregado possa procurar um novo emprego ou que a empresa tenha tempo para procurar outro funcionário para ocupar o cargo. Ou seja, para que nenhuma das duas partes seja “pega” de surpresa e fique prejudicada.

É importante salientar que o aviso prévio não acontece para demissões com justa causa. O empregado perde esse direito imediatamente.

O que é o aviso prévio trabalhado? Como funciona?

O aviso prévio trabalhado pode acontecer quando o empregado é demitido sem justa causa ou quando pede demissão. Ele ocorre quando o empregador demite o empregado, mas exige que ele trabalhe pelos próximos 30 dias. Existem duas modalidades que o empregado poderá escolher, uma é trabalhar os 30 dias e sair duas horas mais cedo do seu expediente, ou trabalhar os 30 dias, mas nos últimos sete dias tem o direito de ficar em casa e sem a obrigação de comparecer no local de trabalho.

A partir de 2011 a lei definiu prazo de no mínimo 30 dias de aviso prévio e o máximo de 90 dias.

As duas horas por dia a menos que o empregado escolhe ou os sete dias no final sem precisar comparecer servem, teoricamente, para o trabalhador procurar outro emprega que substitua o qual está sendo desligado.

A lei sustenta que o pagamento da rescisão contratual deve ser feito no primeiro dia útil após o cumprimento do aviso prévio trabalhado.

Se o empregado durante não cumprir os 30 dias ou faltar sem justificativa, corre o risco de perder o valor referente ao aviso na hora da rescisão. O empregador tem o direito de descontar por falta de cumprimento adequado.

Aviso prévio

O que é o aviso prévio indenizado? Entenda

O aviso prévio indenizado também ocorre quando o empregador demite o empregado sem justa causa. Porém, nesse caso o empregador concorda que você cumpra os 30 dias do aviso prévio em casa, sem a necessidade de cumprir trabalhando. Dessa forma o empregador tem o prazo de 10 dias corridos, após a data de demissão, para efetuar o pagamento da rescisão contratual, com todos os direitos trabalhistas do empregado. Isso inclui os 30 dias de aviso prévio, mesmo não tendo ido trabalhar.

E quando você pede demissão?

Existe mesmo o aviso prévio quando você pede sua demissão na empresa? Existe sim! Quando você pede sua demissão deve cumprir o aviso prévio de 30 dias, até que a empresa consiga alguém para ocupar seu cargo e tenha tempo suficiente para o treinamento e adequação do novo funcionário que irá substituí-lo. Esses 30 dias de aviso prévio serão pagos juntamente com sua rescisão.

Se for o caso de você pedir demissão, mas não puder cumprir os 30 dias de aviso prévio para a empresa, você deverá pagar uma multa de rescisão contratual. Essa multa terá o valor exato do mês que não poderá cumprir o aviso prévio. O valor será descontado na sua rescisão contratual.

É protegido por lei que esse valor seja descontado da rescisão. Um empregado não poderá tirar do próprio bolso para pagar o aviso prévio, não poderá receber uma rescisão “negativa”. O que poderá acontecer, no máximo, é a sua rescisão ser zerada, pelo pagamento da multa.

Para empregada doméstica

Muitas dúvidas surgem com respeito aos direitos dos empregados domésticos e o aviso prévio é um dos que causam dúvidas. Para esclarecer isso, com a Lei 150/2015 os empregados domésticos tem os mesmos direitos e deveres em relação ao aviso prévio, como qualquer outro empregado. Tanto o trabalhado quanto o indenizado.

O artigo 24 da Lei 150/2015, especifica:

Art. 24. O horário normal de trabalho do empregado durante o aviso prévio, quando a rescisão tiver sido promovida pelo empregador, será reduzido de 2 (duas) horas diárias, sem prejuízo do salário integral.

Parágrafo único. É facultado ao empregado trabalhar sem a redução das 2 (duas) horas diárias previstas no caput deste artigo, caso em que poderá faltar ao serviço, sem prejuízo do salário integral, por 7 (sete) dias corridos, na hipótese dos §§ 1º e 2º do art. 23.

Para maiores dúvidas e sugestões nos deixe comentários.

Pronatec: O que o governo Temer fará com ele?

Saiba como fica o pronatec e seus cursos, com o governo temer em ação, clique e confira!

Quando o Governo Federal de um país muda de partido sempre surgem muitas incertezas, sobre como ficaram os programa sociais, e as mudanças que a política vai passar. O Brasil passa por essa situação, e aqui você vai conhecer como ficará o Pronatec no governo Temer.

Como funciona o Pronatec?

O Pronatec (Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego) foi fundado pelo Governo Federal em 2011, com o objetivo de auxiliar pessoas carentes na busca por uma formação qualificada. Ele também possuía a finalidade de expandir e democratizar a procura por cursos profissionalizantes e técnicos de nível médio, o que ajuda as empresas na busca por novos profissionais qualificados.

Parceiras do Pronatec

O Pronatec é um sistema que engloba várias instituições parceiras, como o SENAI (Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial), SESI (Serviço Social da Indústria), SENAC (Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial), e também possui parceiras locais, que variam de acordo com o estado ou a cidade. Além disso, oferece cursos em universidades, entre elas a Anhanguera.

Pronatec Jovem Aprendiz

O Pronatec Jovem Aprendiz ajuda jovens ainda sem experiência no mercado de trabalho a conseguirem vagas em empresas, na qualidade de aprendiz. A diferença para o Pronatec “comum”, é que ele possibilita aos jovens a entrada direta nas empresas parceiras, enquanto no outro, é necessário realizar um curso técnico primeiro, para depois ir à busca de uma vaga. É uma excelente oportunidade para quem gosta de conhecer novas áreas, com ele você entra na função de estagiário, mas pode ser efetivado e construir uma carreira em uma grande empresa.

Mudanças no Pronatec

O Brasil passa por uma grave crise econômica, e a mudança na presidência causam medo aos estudantes. O novo governo deverá continuar investindo nos programas educativos como o Prouni (Programa Universidade Para Todos) e o Pronatec. Mas não deverão ser abertas muitas vagas para 2017, pois o orçamento ainda está apertado, esse corte de vagas já aconteceu em 2016.

pronatec

A crise econômica pode prejudicar o Pronatec?

Os novos representantes do MEC (Ministério da Educação) dizem que o programa estava sendo mal gerido, e gerando muitos gastos para poucas vagas. O Pronatec ofereceu aproximadamente 2 milhões de novas vagas em 2016, sendo 1,627 milhões para cursos de qualificação profissional e 372 mil vagas para os cursos do Pronatec. Esse número poderá ser mantido ou diminuído no próximo ano, as chances de aumentarem são muito pequenas. Algumas parcerias podem ser canceladas.

Gostaram das informações pessoal?

Dúvidas e sugestões podem deixar nos comentários!

Demissão por justa causa: saiba aqui todos os motivos e os direitos do trabalhador!

Você sabe todos os motivos que podem acarretar sua demissão por justa causa? Veja aqui todos eles e evite uma demissão dessa natureza.

Para você não ser pego de surpresa com uma demissão por justa causa, que restringirá você de continuar no trabalho e também de receber alguns direitos que a demissão comum tem, você deve ficar informado de todas as possibilidades existentes na lei brasileira trabalhista, sobre infrações que levam a justa causa. Assim não cometerá nenhuma dessas faltas e nem terá o desprazer da demissão. O artigo de hoje é especialmente sobre o assunto e tem a finalidade de lhe manter totalmente informado. Vamos explicar o que é a demissão por justa causa, quais motivos levam a ela, quais direitos você tem e quais perderá caso aconteça. Além de dicas valiosas.! Saiba tudo isso a seguir!

O que é a demissão por justa causa?

A demissão por justa causa é quando o empregado comete atos descritos e caracterizados na Consolidação das Leis Trabalhistas (CLT) que fazem desaparecer a confiança e a boa fé por parte do empregador para com o empregado. O que torna indesejável a relação empregatícia.

Quando o empregado comete ações que trazem desprazer, desgosto, irresponsabilidade e prejuízo à empresa, o empregador tem o direito de dispensar esse empregado que está lhe trazendo danos e perdas com a justa causa. E fica isento de pagar certos direitos que o empregado teria se tivesse sido demitido sem justa causa.

Muitas pessoas têm dúvidas quanto aos motivos que podem levar a uma demissão por justa causa. Vamos listar todos no artigo de hoje para que você fique informado e não cometa nenhuma dessas ações e resguarde seu emprego.

Demissão por abandono de emprego

A demissão por justa causa de abandono de emprego pode ocorrer de algumas formas. Uma delas é quando o empregado deixa de comparecer ao local de trabalho por mais de trinta dias sem aviso, justificativa de falta ou atestado médico.

A outra possibilidade é quando o empregado apresenta atestado médico para afastamento do trabalho por certos dias, mas é visto habitualmente realizando atividades não condizentes com o seu estado de saúde atestado.

A outra forma existente de demissão por justa causa acontece quando o empregado falta seus dias de trabalho repetidamente sem justificativa, mesmo tendo sido advertido do fato pela empresa.

Demissão por ato lesivo à honra ou boa fama

Assédio moral e agressões verbais a colegas de trabalho, que afetem a honra e moral acarretam a demissão por justa causa. Além do fato de a vítima que sofreu as agressões poder processar judicialmente o agressor.

Tanto as agressões verbais quanto as físicas levam à demissão por justa causa.

Ato de improbidade

O ato de improbidade é quando o funcionário se aproveita da boa fé da empresa para atos de desonestidade, com o fim de obter lucro e vantagem para si ou para terceiros.

É uma ação ou omissão desonesta do empregado para com a empresa. Pode ser através de abuso de confiança, má fé ou fraude, onde quem sai em vantagem é o próprio empregado ou essas ações visem vantagem para terceiros.

Exemplos de ações que constituem ato de improbidade: adulteração de documentos pessoais ou pertencentes ao empregador e furto.Demissão por justa causa

Demissão por ato de violação de segredo da empresa

Caracteriza-se a violação de segredo da empresa, se o segredo for revelado a terceiro que tenha a intenção de prejudicar ou possibilidade de prejuízo ao saber do segredo.

 

Embriaguez habitual ou em serviço

A demissão por justa causa acontece se o empregado se embebedar durante sua jornada de trabalho ou se chegar bêbado para trabalhar. A embriaguez identificada deve ser comprovada por exame médico pericial, para justificar a demissão.

Uma embriaguez contínua, quando o empregado chega sempre bêbado todos os dias ou sob o efeito de drogas. Nesse caso trata-se de uma doença, como o alcoolismo. Dessa forma não cabe a demissão por justa causa, mas sim um tratamento e apoio oferecido pela empresa ao funcionário.

Negociação habitual

A negociação habitual acontece quando o empregado, sem autorização expressa do empregador, exerce atividade ou função no seu horário de trabalho que concorra com a empresa em que presta serviços. Onde explora o mesmo ramo de negócios e, além disso, também prejudique sua função na empresa. Essa ação e omissão é motivo de demissão por justa causa.

Direitos na demissão por justa causa

A maioria dos direitos das leis trabalhistas são oferecidos ao empregado que foi demitido sem justa causa. Para quem foi demitido por justa causa deixará de receber alguns direitos. Entre eles estão: o aviso prévio, o empregado não terá o tempo de 30 dias para procurar outro emprego enquanto ainda está na empresa trabalhando; não terá também o direito ao seguro desemprego; nem poderá sacar seu FGTS.

Os direitos garantidos ao empregado demitido por justa causa são:

  • Os saldos dos dias trabalhados no mês desde o último pagamento
  • O equivalente as férias se já estiverem vencidas.

Para outras dúvidas e sugestões sobre demissão por justa causa nos deixe comentários.

Até a próxima!

Como fazer um bom currículo! Veja aqui as melhores dicas!

Com 5 anos de experiência no mercado de trabalho como analista de marketing, graduado em Publicidade e Propaganda e pós-graduado em Comunicação digital pela PUC-MG, me vi desempregado num mercado de trabalho saturado e em meio a uma crise econômica sem precedentes. O que fazer? Bom, para começar é hora de atualizar o currículo. Mas como fazer um bom currículo atualizado? Para começar o currículo é sua apresentação profissional, nada de adicionar informações pessoais ao extremo, como hobbies preferidos ou gosto musical. Nele você deve salientar suas habilidades e sua experiência profissional de forma limpa e bem estruturada.

Dados Pessoais:

São as primeiras informações básicas sobre você, dessa forma os examinadores podem te localizar e te contatar. Neste campo deve-se dispor as seguintes informações: nome completo, idade, estado civil, telefone fixo (caso possua), telefone celular e e-mail.

Objetivo:

Aqui você expõe um pouco sua aspiração profissional, mas calma lá não vá dizendo que quer ser presidente da empresa, esta sessão deve conter apenas o cargo desejado e a área de interesse. Não é aconselhável estender muito, no máximo duas linhas são o suficiente e é recomendado não colocar mais de uma área de interesse.

Formação Acadêmica:

Os nomes das instituições devem estar escritos por extenso, nada de abreviações neste momento pois é necessário demonstrar respeito pelas entidades de ensino que lhe concederam o diploma. As datas de início e término dos cursos também devem ser colocadas e nada de mentir, além de demonstrar mal caráter a empresa pode ter acesso a esses dados e não pegar muito bem para você. Os cursos devem ser colocados em ordem de importância e cursos técnicos só tem relevância caso tenham relação com a área preterida.

Experiência Profissional:

Esta parte deve ser feita com bastante calma, nela deve constar os nomes das empresas trabalhadas, cargos exercidos, datas de entrada e saída em cada empresa e uma descrição objetiva das funções exercidas durante o período trabalhado. Seja breve e coloque apenas as funções as quais você era responsável, desta forma o recrutador poderá conhecer sua competência.

Idiomas:

Apenas o idioma e o nível em Escuta, Conversação e Escrita, não se esqueça que você será testado.

Informática:

Mais uma vez, apenas o nível de conhecimento sobre as ferramentas de informática internet.

Cursos:

Apenas os cursos relacionados a área de interesse.

Mas como fazer um bom currículo para o primeiro emprego?

Bom neste caso você deve colocar suas experiências durante o período da faculdade, seminários e minicursos dos quais participou (dos quais possui certificado se possível), estágios, monitorias e até participação em movimento estudantil pode contar positivamente para o recém-chegado ao mercado de trabalho. De qualquer forma o Curriculum Vitae (Era assim que seus pais chamavam o currículo) não deve ter mais de duas páginas, deve conter foto apenas se for requerido pela empresa e quase sempre é uma 3 x 4 atualizada.

Pronto! Agora é só colocar o seu currículo atualizado à disposição no mercado, procure o SINE da sua cidade, ou se cadastre nos sites de empregos e boa sorte!

Medicina na Bolívia: Compensa? Quanto custa? Como funciona?

Praticar a medicina é o sonho de inúmeros brasileiros, é um trabalho gratificante pois o graduado tem a chance de trabalhar salvando vidas em casos mais extremos ou contribuindo para a qualidade de vida da população. São incontáveis campos de especialização encontrados passando por ortopedia, obstetria, pediatria e até a psiquiatria é um ramo da medicina, focada nos estudos e tratamento do cérebro. Mas todos sabemos as dificuldades encontradas no nosso país para ingresso em tais cursos, faculdades federais possuem os vestibulares mais concorridos do país, chegando a 300 candidatos por vaga e muito mais dependendo da universidade e região.

Nesses casos os alunos que se prepararam desde o ensino fundamental em escolas particulares têm maiores chances de passar, estes possuem mais tempo de prática nas matérias cobradas no ENEM e SISU, assim como na maioria das provas de vestibular aplicadas pelas escolas de ensino superior nacionais. A alternativa para quem não vinha se preparando desde a adolescência são as universidades particulares, mas não são acessíveis a maior parte da população por cobrarem mensalidades exorbitantes podendo chegar a 4 mil reais por mês, fora os custos com moradia, alimentação, transporte e lazer estes gastos podem chegar a 6 mil reais mensais.

Mas fazer medicina na Bolívia compensa?

Essa dúvida permeia a mente das pessoas que desejam estudar medicina, mas que não tem condições de ingressas nas faculdades do Brasil, seja por falta de preparação ou por falta de dinheiro mesmo, como dissemos as particulares são muito caras e as federais concorridas por candidatos que se preparam anos para prestar o vestibular. Com isso vários vestibulandos estão procurando alternativas mais baratas e de qualidade na américa latina, como é o caso da Bolívia. Primeiramente não é necessário nenhum tipo de prova ou exame, o candidato garante sua vaga ainda no Brasil através de matrícula e ingressa na faculdade sem nenhum problema.

Quanto custa?

O valor das mensalidades das universidades de medicina na Bolívia gira em torno de 300 reais. Bem inferior ao valor encontrado aqui não é mesmo? O custo de vida na Bolívia também é bem inferior ao brasileiro, ainda mais que a nossa moeda é valorizada em relação ao peso boliviano (1 real está em torno de 0,46 pesos, ou seja, o dobro do valor da moeda nacional). Os custos de vida na Bolívia relativos a transporte, alimentação e moradia não ultrapassam os 1100 reais, tornando a Medicina na Bolívia uma ótima alternativa para quem quer exercer a profissão e não está disposto a pagar os valores exorbitantes encontrados aqui. As escolas de Medicina da Colômbia já estão habituadas a grande migração brasileira a procura do curso, algumas chegam a ter turmas formadas apenas por brasileiros, já que os colombianos disputam vagas nas federais do país, sendo estas tão concorridas quanto as daqui.

O processo de imersão em uma cultura diferente pode ser doloroso, mas quando se está em um país latino americano não é tão difícil assim, a língua é parecida e os cidadãos tem a mesma característica receptiva e calorosa dos brasileiros. Ao voltar para o Brasil com o diploma é necessário fazer uma prova proposta pelo MEC, para que o mesmo seja válido no Brasil. Mas depois de se formar em medicina, uma prova para testar sua capacitação já não parece tão ruim não é mesmo?

 

Entrevista de emprego: Saiba como se preparar e ganhe confiança!

Em julho de 2016 o Brasil tinha mais de 12 milhões de desempregados, e a entrevista de emprego, que sempre foi uma situação de muita tensão, tem deixado os candidatos ainda mais ansiosos por causa da crise financeira do país.

Num passado não muito distante, saber datilografia te deixaria à frente dos outros candidatos. Depois, a exigência era ter conhecimentos de informática e inglês. Fazer faculdade ou ter um diploma de nível superior também já fez diferença. Hoje, milhões de pessoas com ou sem experiência, com níveis de escolaridade e profissões diversas vivem na incerteza, e por isso a possibilidade de não conseguir aproveitar uma entrevista de emprego para mostrar todo o seu potencial e diferencial tem assustado ainda mais.

Manter a calma nesse momento é muito importante, então vamos começar falando do óbvio: Você mandou o seu currículo, concorreu com várias pessoas e foi chamado pra entrevista. Isso é um bom sinal! O entrevistador considerou que você pode ser a pessoa que eles estão procurando! Mas apesar de ser uma grande vitória, o “pior” ainda está por vir, e por isso vamos dar algumas dicas para você se preparar para a hora de estar frente a frente com o entrevistador:

Pesquise sobre a empresa

A maioria das empresas disponibiliza na internet algumas informações relevantes, como quantidade de funcionários, estrutura organizacional, dados financeiros, origem e história da empresa, além dos seus valores. Vale pesquisar também sobre o ramo ou segmento da empresa para mostrar interesse e conhecimento, além de te ajudar a responder a famosa pergunta “por que você quer trabalhar aqui?” ou fazer perguntas para o entrevistador. Elas são sempre bem-vindas e bem vistas!

Outra informação pertinente sobre a empresa é a forma como os funcionários se vestem para trabalhar. Se vestir parecido com os funcionários vai fazer com que o entrevistador consiga te imaginar como parte integrante da equipe. Se não conseguir essa informação, tente aliar o seu estilo e personalidade com o dresscode da sua área de atuação.

Saiba falar sobre você

Muitos entrevistadores pedem para os candidatos citarem seus defeitos e qualidades, e o maior erro nessa hora é apelar para clichês como “sou muito perfeccionista”, que demonstram pouco autoconhecimento e uma tentativa de demonstrar não ter defeitos.

O ideal aqui é mostrar que sabe o que precisa melhorar e o que está fazendo para que isso aconteça. É muito ansioso? Diga que faz (ou pretende fazer) meditação ou yoga para reduzir o impacto disso na sua vida pessoal e profissional, por exemplo.

Na hora de falar de suas qualidades, fique no meio termo entre a modéstia e a arrogância. Os seus colegas de trabalho sempre te elogiam por alguma característica? Não tenha medo de falar sobre isso, e citar situações em seu favor.

Outra pergunta comum é “por que você deve ser escolhido?”, que geralmente encerra a entrevista. Você pode responder com um resumo de tudo que foi falado, relembrando as suas qualidades pessoais, competências técnicas e comportamentais, conhecimentos e experiências.

Saiba falar sobre a sua carreira

Tente lembrar-se de situações e resultados importantes da sua carreira, para acrescentar às informações que já constam no currículo e citar como exemplo das suas habilidades. É comum que os entrevistadores façam perguntas baseando-se nas competências do cargo, então se você estiver concorrendo a uma vaga que exija que você seja criativo e demonstre liderança, por exemplo, tenha alguns exemplos em mente para citar. Se for o seu primeiro emprego, você pode falar de experiências pessoais ou da época da faculdade também.

entrevista-de-emprego

Outra dica importante é sempre finalizar os assuntos com alguma coisa positiva, pois pode servir de gancho para a próxima pergunta e fazer o assunto continuar, fazendo a sua carreira parecer ter mais pontos positivos que negativos. Exemplo: Se tiver que falar de um projeto que não deu os resultados esperados, termine falando sobre como foi importante trabalhar em equipe e o que essa situação ensinou.

Como falar sobre remuneração e benefícios

Com a crise, algumas empresas estão contratando profissionais por um salário menor, e a média salarial de algumas profissões e segmentos caiu consideravelmente. Procure saber qual é a nova prática de mercado, considerando empresas do mesmo porte e segmento da empresa que está pleiteando a vaga.

Se você informar a sua pretensão salarial e a empresa oferecer um valor muito abaixo, fale sobre o seu último / atual pacote de benefícios, e caso a oportunidade seja interessante, mostre flexibilidade para negociar, ou interesse em aceitar o cargo nas condições que a empresa ofereceu.

Uma dica na hora de falar sobre pretensão salarial é citar o que você pode agregar à empresa, e não falar sobre os seus gastos fixos. Uma empresa não vai te pagar R$5000,00 porque o seu aluguel custa R$2000,00 ou porque você tem filhos pequenos e a creche é cara, mas sim porque você demonstra merecer o salário que pede.

Seja pontual na entrevista de emprego

Tente prevenir imprevistos que façam você chegar atrasado, pois isso pode te tirar alguns pontos e causar uma má impressão, mas também evite chegar com muita antecedência, pra não parecer ansioso demais. O ideal é se planejar para estar no local da entrevista 15 minutos antes do horário marcado.

Treine suas respostas

Quanto mais você faz entrevistas, mais se sente preparado para as infinitas possibilidades de perguntas e respostas e fica menos ansioso com essa situação. Peça que um amigo, seu marido ou namorado simule uma entrevista com você na véspera, ou faça esses simulados em agências de recolocação profissional, que cobram por esse serviço e podem te ajudar a se planejar melhor.

Confira este vídeo com mais dicas para se preparar para uma entrevista de entrego:

Este artigo foi útil para você? Conta pra gente aqui no comentários!

Medicina na Argentina: Compensa? Quanto custa e como funciona?

Primeiramente deve-se saber que o curso de medicina não é fácil em lugar nenhum do mundo, é necessário muito esforço e dedicação para se graduar nessa área, independente da universidade ou país em que você reside.  Mas para saber se estudar Medicina na Argentina compensa é necessário algum tempo dedicado a pesquisa dos pacotes oferecidos pelas universidades e agências de intercâmbio, os preços variam entre 2 mil e 5 reais dependendo do pacote, que pode incluir taxas, translado, recepção, documentos necessários para aprovação e etc. Vamos falar mais sobre isso nos tópicos a seguir. Continue lendo para saber mais!

Como funcionam os cursos de medicina na Argentina?

Mas o mais importante é saber que assim como no Brasil, ser aprovado no curso não é fácil. Na Argentina é diferente, mas não menos desafiador, por lá deve-se estudar durante seis meses o chamado ciclo básico, a carga horária das aulas giram em torno de 4 horas por disciplina e não se engane, é bem diferente das universidades privadas do país onde os professores entregam o conteúdo mastigado na sala de aula e o aluno só precisa engolir. Nas faculdades de medicina da Argentina os professores esperam que os alunos preparem as aulas antes mesmo de terem aprendido sobre a matéria, a aula serve para que os professores façam uma explicação do assunto e para que os alunos tirem as dúvidas que tiveram enquanto estudavam o assunto.

Mas qual o valor gasto em média?

Bom se você está preparado para tudo o que dissemos anteriormente e tem garra e dedicação para seguir o seu sonho de estudar medicina na Argentina, agora precisa se perguntar quanto pode gastar para tanto. Assim como no Brasil e em qualquer lugar do mundo, a quantidade de dinheiro gasto irá depender diretamente de algumas escolhas feitas por você, por exemplo: se optar pela faculdade pública não terá gastos com o ensino, mas a sua preparação deverá ser quase a mesma necessária para se ingressar numa federal no Brasil, isso pede investimento em cursinhos ou um ensino médio de qualidade. A mensalidade das universidades particulares de medicina da Argentina varia entre 500 e 1000 reais por mês, mas sabemos que os gastos vão muito além desse valor e nessa hora você deve optar entre as 3 opções mais comuns de moradia.

Para um custo baixo, pode-se optar por morar nos dormitórios da própria universidade, dividindo quarto com outros alunos e sendo responsável por cozinhar sua comida, lavar suas roupas e economizar com viagens e gastos de lazer. Neste caso o valor mensal fica em torno de 1950 reais/mês já incluindo o preço da mensalidade, se a universidade for pública este preço pode cair para 1350. Mas se você tem uma condição melhor, não sabe (ou não quer) cozinhar e deseja fazer turismo na Argentina, existe a opção de dividir despesas de um apto com outros estudantes e alternar entre almoço em casa e em restaurantes, nesse caso o custo gira em torno de 2490 reais em universidade particular e 1740 nas universidades públicas.

Agora se você tem realmente uma condição melhor pode alugar seu próprio flat, almoçar em restaurantes 5 vezes por semana, viajar pela Argentina e ainda fazer compras gastando em média 3800 reais nas universidades pagas e 2800 caso opte por uma universidade pública. Deu pra perceber que são várias opções certo? Escolha e que melhor se adequa a sua realidade e busque seu sonho de estudar medicina na Argentina!

E você? Ainda tem alguma dúvida? Deixe o seu comentário abaixo!